Tag Archives: Desafios Recorrentes

Terceirização e Otimização de Resultados
Terceirização e Otimização de Resultados

Terceirização

Para que uma empresa realize suas atividades com excelência e alcance bons resultados é preciso que sua operação seja executada de forma correta. Muitas vezes, uma boa opção é terceirizar o seu serviço a uma empresa que tenha capacidade de exercer essa função. Esse momento é crucial e a principal duvida é: O que esta empresa tem que me oferecer?

 

Esse foi um dos questionamentos que a SalomãoZoppi Diagnósticos identificou quando optou por terceirizar a sua operação logística. A empresa precisava de um operador que estivesse preparado para atender suas necessidades, assegurando que seus produtos, tanto os que precisavam ser armazenados quanto os transportados, estivessem em “boas mãos”.

 

De acordo com a SalomãoZoppi, dois fatores receberam atenção especial para a escolha. O primeiro era certificar-se que a contratada tivesse capacidade suficiente para lidar com demandas complexas. O segundo, ter a certeza que a empresa tivesse profundo conhecimento de sua área de atuação, que fosse capaz de apresentar soluções para os mais variados processos, recorrentes no dia a dia.

 

Com a certeza de que a nossa empresa era a mais capacitada, em 2016, após uma concorrência acirrada, fomos eleita.

A nossa proposta foi baseada em oferecer ao SalomãoZoppi um alto nível de profissionalização, com mais robustez para suportar a operação, além de uma estrutura adequada para fazer o armazenamento dos itens.

– Thiago Amaral, nosso ex vice-presidente

 

Para receber a empresa, disponibilizamos cerca de 600 posições-paletes dentro do nosso centro de distribuição. Destinamos 12 profissionais para atender o cliente. Atualmente, operamos 100% dos materiais comprados, como papel, materiais de escritório utilizados no dia a dia, tubos para colhimentos de sangue, filmes para raio-x, agulhas, ampolas, luvas.

 

Transportamos também materiais de marketing, que distribuímos nas unidades quando é realizada alguma campanha, entre os itens estão totens e banners. Além do transporte, armazenamos os medicamentos que exigem temperatura especial.

 

Estávamos crescendo e identificamos a necessidade de armazenar uma quantidade cada vez maior de medicamentos. Esses que necessitavam condições ideais para garantir a sua eficácia. Para operar isso internamente teríamos que investir em mais câmaras frias, contratação de pessoas, o que levaria tempo e um custo alto. Assim, decidimos pela RV Ímola que já tinha tudo isso.

– Filipe Dal Molin, superintendente de Suplly Chain da SalomãoZoppi

 

Para abastecer as 11 filiais, realizamos cerca de duas viagens semanais. Nossa dinâmica funciona, basicamente, da seguinte maneira: o departamento de compra da empresa realiza o pedido diretamente aos fornecedores e agenda a entrega no nosso centro de distribuição. Nesse momento, realizamos a conferencia e separação. As cargas recebem lacre e iniciamos o processo de entrega.

 

Dal Molin garante que praticamente não ocorrem problemas. “Tudo é feito com muito profissionalismo e competência. A empresa possui todo um Know-how e muita disciplina nesse tipo de operação”.

 

Thiago Amaral acredita que terceirizar seja uma iniciativa cada vez mais recorrente nas empresas. “Percebemos que as empresas estão descobrindo cada vez mais as vantagens de terceirizar sua logística com operadores especializados. Com isso, os empresários conseguem reduzir custos e focar no seu core bussines”, conclui.

 


 

Saiba mais sobre as nossas soluções: Gestão HospitalarGestão In HouseGestão em FarmáciaGestão Logística e Gestão Logística para Indústria Farmacêutica.

Para mais informações: Perguntas Frequentes ou Contato.

Novos compartimentos para transporte de medicamentos via aéreo
Novos compartimentos para transporte de medicamentos via aéreo

Modal Aéreo

 

Para oferecer ainda mais segurança às cargas de medicamentos que transportamos, acabamos de implantar uso de caixas pallets que irão garantir a integridade do produto ao serem transportadas pelo modal aéreo, em voos com a parceira LATAM.

 

A caixa pallet é feita de polipropileno, um material que é 100% atóxico e reciclável, além de ser flexível, leve e desmontável. O recipiente evitará avarias ao medicamento e danos na embalagem, pois é resistente a água, umidade, a altas e baixas temperaturas, além de funcionar como isolante térmico.

 

 

O novo formato é uma alternativa para realizar o serviço visando sempre manter a eficácia do medicamento para que o consumidor final seja beneficiado, sem prejuízos ao seu tratamento.

Joel Souza – Diretor de Operações

Modal Aéreo

A iniciativa vai de encontro a nossa missão: prover soluções customizadas e integradas para o segmento de saúde e bem-estar. Oferecemos um sistema eficiente de transporte para medicamentos, produtos da linha farmacêutica e correlatos. Traçamos a melhor rota, seja via aéreo ou terrestre, utilizando a tecnologia sempre em prol do melhor resultado. Seguimos todas as exigências legais da ANVISA.


Leia também sobre as Vantagens do Trasporte Aéreo na Logística Farmacêutica

Saiba mais sobre as nossas soluções: Gestão HospitalarGestão In HouseGestão em FarmáciaGestão Logística e Gestão Logística para Indústria Farmacêutica.

Para mais informações: Perguntas Frequentes ou Contato.

Gestão de Medicamentos: Pequenas Atitudes, Grandes Economias
Gestão de Medicamentos: Pequenas Atitudes, Grandes Economias

Gestão de Medicamentos

 

Toda empresa que visa crescimento sustentável necessita realizar uma gestão eficaz. Não existe ideia genial que resista a uma má execução. Um pequeno problema, que mal gerenciado, pode causar sérios danos no desenvolvimento da empresa.

 

Na área da saúde os prejuízos podem ser ainda mais agressivos. A falta de estratégia na compra de medicamentos afeta não só a empresa, mas também a sociedade que pode ser privada de receber o remédio que utiliza.

 

Veja pequenas atitudes que geram grandes economias na gestão de medicamentos:

 

Redução de custos:

Você pode contornar esse problema flexibilizando seu estoque, comprando insumos de acordo com a demanda, evitando que grandes quantidades sejam compradas sem necessidade e gerem gastos extras. Investir em sistemas computadorizados de gerenciamento é uma boa alternativa para realizar o controle.

 

Rastreabilidade

O rastreamento permite que o gestor saiba onde estão determinados produtos e até mesmo a localização do veículo que esta transportando o medicamento. Com informações precisas é possível tomar decisões e planejar rotas mais eficientes, visando diminuir o tempo de locomoção, redução do custo de combustível. Além disso, o rastreamento proporciona mais segurança.

 

Eliminação de falta de insumos

Tudo aquilo que deixamos para comprar na última hora, geralmente acaba saindo mais caro. Por isso é preciso estar atento as compras dos insumos e medicamentos. Fazer o cálculo errado e precisar comprar de última hora poderá prejudicar o fluxo financeiro da empresa. Se a ação é recorrente, o prejuízo é certo.

 

Eliminação de perdas por validade

Ter que descartar um produto por conta da data de validade é um erro gravíssimo. O controle pode ser feito de forma simples, por meio de planilhas, ou até mesmo utilizando software avançados.

 


 

Para você que busca terceirizar ou até mesmo aprimorar o seu serviço de gestão de medicamentos eficaz, é importante saber que essa é a nossa missão: “Contribuir para o desenvolvimento do sistema de saúde por meio da entrega de soluções logísticas para os nossos clientes, trazendo benefícios para a sociedade”.

 

Somos um dos principais operadores logísticos para a saúde do país. Com a experiência de nosso trabalho identificamos que não bastava apenas fazer a operação logística de transporte, precisávamos ir além. E sabíamos como fazer! Seguimos e atualmente desenvolvemos a gestão logística dentro de diversos hospitais, em diversas regiões do Brasil, nosso serviço visa atividades de planejamento de compras, recebimento, armazenagem, unitarização, separação e abastecimento de todos os pontos de consumo dentro do hospital.

 

Possuímos uma composição única com excelentes soluções em diferentes segmentos da cadeia logística. Além disso, um time de profissionais capacitados para oferecer melhorias contínuas e redução de custos aos nossos clientes.

 


 

Saiba mais sobre as nossas soluções: Gestão Hospitalar, Gestão In House, Gestão em Farmácia, Gestão Logística e Gestão Logística para Indústria Farmacêutica.

Para mais informações: Perguntas Frequentes ou Contato.

Você conhece a ABOL?
Você conhece a ABOL?

Abol

 

Somos um dos maiores operadores logísticos para medicamentos e também a única empresa brasileira a oferecer soluções integradas para toda a cadeia de saúde.

 

Para continuar a oferecer soluções inteligentes para nossos clientes, sentíamos a necessidade de estar ainda mais conectados com as grandes empresas nacionais e estrangeiras do ramo.

 

Queríamos aprender, oferecer nossas experiências e contribuir para o fortalecimento do setor logístico. Assim, em 2016 passamos a integrar a ABOL (Associação Brasileira de Produtos Logísticos).

 

Trata-se da única representante do segmento no país, e sua importância é reconhecida pelas empresas de logística.

 

A ABOL tem como objetivo manter as empresas associadas munidas de informações sobre o setor e realizar projetos que tenham como meta as boas práticas, a excelência e a inovação tecnológica.

 

Nosso foco está no reconhecimento e na representação do setor, na busca pelo marco regulatório e no desenvolvimento de ações que visem a autorregulação. É importante destacar ainda a importância da sinergia e da troca de experiências entre as empresas associadas, o que permite o crescimento de todos.

– Carlos Cesar Meirelles Vieira Filho (Presidente da ABOL)

Identificamos mais vantagens de nos associar à ABOL devido aos benefícios que se estendem aos colaboradores. A associação oferece treinamentos e cursos.

 

Estar na ABOL vai ao encontro da nossa missão: contribuir para o desenvolvimento do sistema de saúde por meio da entrega de soluções logísticas para os nossos clientes e beneficiar a sociedade.

– Thiago Amaral, nosso vice-presidente comercial

A ABOL foi fundada em 2012 e, atualmente, reúne 28 empresas. Sua atuação é voltada ao crescimento do setor. Hoje, os associados representam cerca de 20% do grupo dos maiores operadores logísticos do país e empregam mais de 60 mil pessoas diretamente, operando em todos os setores da economia e prestando todo tipo de serviços logísticos em todos os estados da federação.


Quer saber ainda mais sobre as nossas soluções? Fale conosco!

 

Logística Reversa – Entenda os Benefícios
Logística Reversa – Entenda os Benefícios

Cópia Blog de 27_Blog

 

Logística reversa é um conjunto de ações que beneficiam o desenvolvimento econômico e social, por meio de coleta de resíduos e o direcionamento para o reaproveitamento ou descarte em ambiente adequado.

Os benefícios são diversos para o meio ambiente, principalmente quando os resíduos coletados são de insumos para medicamentos. A logística reversa previne o descarte errado e evita, por exemplo, a contaminação do solo, a poluição da água, entre outros impactos ambientais.

A ação também viabiliza a economia nos processos produtivos, já que boa parte dos resíduos retorna à cadeia produtiva, diminuindo a necessidade de compra de mais matérias-primas.

As empresas que realizam a logística reversa utilizam tecnologia para realizar o processo de forma segura, seguindo as normas legais. Além de contar com profissionais capacitados para gerenciar todo o processo.

A implantação deste serviço e a conscientização da sociedade são práticas altamente importantes para reduzir impactos negativos, melhorando a qualidade de vida de todo a humanidade.

Centros de distribuição: como devem ser
Centros de distribuição: como devem ser

centros de distribuição

A distribuição de remédios para ser realizada com êxito exige logística avançada e tecnologia de ponta. Os requisitos irão garantir que os medicamentos sejam entregues de forma correta e segura, mantendo assim a sua eficácia.

 

Para isso, os centros de distribuição de medicamentos precisam oferecer: estrutura adequada para realizar o armazenamento, localização que privilegie a distribuição de forma rápida e frota equipada com sistema de refrigeração.

 

Estrutura

Os centros de distribuição precisam oferecer infraestrutura para o recebimento dos medicamentos, espaços de armazenagem climatizada e refrigerada, profissionais capacitados para operar os processos, seguindo criteriosamente as especificações sanitárias.

 

Localização

É importante que os centros de distribuição estejam em áreas estratégicas, assim diminuindo o tempo de deslocamento da carga.

 

Frota

Os veículos que realizam o transporte precisam ser dotados de baús isotérmicos e refrigeradores, garantindo a integridade do produto, seguindo as normas da Anvisa.

 


Confira nossas soluções logísticas para Armazenagem, Logística e Transporte.

Fraudes desviam 260 bilhões da saúde por ano
Fraudes desviam 260 bilhões da saúde por ano

Blog fraude_Blog

 

A fraude ainda é um grande vilão da saúde em todo o mundo. Responsável por desvios anuais de cerca de 260 bilhões de dólares, a má conduta de profissionais e empresas do setor – também de pacientes – representa quase 7% dos gastos globais com saúde. Nem países que são referências em medidas anticorrupção, como Alemanha e Estados Unidos, escapam das irregularidades. No Brasil, a grande vítima é a saúde pública, cujas fraudes fizeram um rombo de mais de R$ 5 bilhões nos últimos 15 anos.

 

Os dados são do estudo “Evidências de práticas fraudulentas em sistemas de saúde internacional e no Brasil”, realizado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), com o objetivo de abordar a fraude nos sistemas de saúde de diferentes países, assim como relatar experiências de combate a essa prática nas esferas pública e privada.

 

Planos de Saúde

 

De acordo com o estudo, os maiores gastos com fraudes recaem sobre as operadoras de planos de saúde e de seus beneficiários. Uma atitude comum é a indicação de tratamentos e exames desnecessários. Isso acontece porque os prestadores são remunerados de acordo com os procedimentos realizados, o que implica um incentivo a oferecerem mais serviços e serviços caros.

 

No Brasil, um estudo de 2006 da Funenseg – Escola Nacional de Seguros reporta que, no mercado de seguro saúde, de 10% a 15% dos reembolsos pedidos pelos segurados são indevidos, enquanto que 12% a 18% das contas hospitalares apresentam itens indevidos e de 25% a 40% dos exames laboratoriais não são necessários.

 

Indústria Farmacêutica

 

Nos Estados Unidos, entre o período de 2009 a 2012, apenas a indústria farmacêutica foi responsável por U$ 10,1 bilhões de dólares em multas por fraudes. As fraudes mais comuns são: promoção off-label, propina, propaganda com intenção de enganar.

 

O serviço farmacêutico também é responsável pela maior parte das fraudes, de acordo com levantamento feito pela Controladoria Geral da União entre 2002 e 2015, que detectou irregularidades de desvio da saúde pública de aproximadamente R$ 5,04 bilhões. O valor equivale a 27,3% do total de irregularidades em todas as áreas do governo.

 

Combate

 

Estudos internacionais apontam três práticas mais utilizadas no combate à fraude na saúde:

  • Criação de leis anticorrupção, que implicam em multas e sentença penal para os envolvidos.
  • Transparência dos setores por meio da inserção de tecnologias, por exemplo: prontuário eletrônico e uso de softwares na área financeira de operadoras, hospitais e distribuidores.
  • Implementação de novos modelos de pagamento prospectivos, por exemplo, baseado no Diagnosis Related Group – DRG.

 

A íntegra do estudo está disponível no site do IESS, através do link: http://iess.org.br/?p=publicacoes&id=846&id_tipo=3 .

 

Práticas sustentáveis para a logística
Práticas sustentáveis para a logística

Blog sustentabilidade_Blog

 

A logística vem evoluindo nos últimos anos no Brasil e, neste contexto, a adoção de medidas sustentáveis tem entrado na agenda de grandes operadores do setor. Com o objetivo de estimular a pulverização de práticas que contribuam para a sustentabilidade do meio ambiente e, simultaneamente, proporcionem mais eficácia à atividade, foi lançado recentemente o “Guia de Referência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga”.

 

Produzida pelo Programa de Logística Verde Brasil (PLVB), uma iniciativa que reúne empresas e especialistas do Laboratório de Transportes de Cargas (LTC), da COPPE/UFRJ, a publicação reúne 22 iniciativas aplicadas no setor logístico. Entre elas, a implantação de centros de consolidação de carga em áreas urbanas e de equipamentos para redução de consumo de combustível fóssil, a redução da velocidade de deslocamento e treinamento de motoristas.

 

Coordenador do PLVB, o professor Márcio D’Agosto destaca que o Guia é uma ótima oportunidade para melhorar o desempenho ambiental do país. “Um exemplo é o treinamento de motoristas, que tem o potencial de reduzir os custos operacionais por meio da redução do consumo de energia e acarretar na redução de emissão de gases de efeito estufa, em particular o dióxido de carbono. Dependendo das condições de aplicação, é possível obter uma redução média de consumo de combustível de até 7%”, explica.

 

As práticas presentes no Guia propõe beneficiar as empresas em diversos pontos, como reduzir custos operacionais, de consumo de energia e de recursos naturais, acidentes e emissão de gases de efeito estufa.

 

Mais informações sobre o PLVB no site: http://www.ltc.coppe.ufrj.br/index.php/programa-de-logistica-verde-brasil-plvb-documentos

Os cuidados com o transporte de vacinas
Os cuidados com o transporte de vacinas

Blog Vacina_Blog

 

Composta por partículas inofensivas de bactérias ou vírus, as vacinas são materiais sensíveis que requerem extremo cuidado em sua manipulação. De sua saída do laboratório à entrega às farmácias ou unidades de saúde – e, em seguida, aos pacientes –, elas devem ser protegidas para que não sofram nenhum dano ou variação térmica. Afinal, são situações que podem acabar com a eficácia do medicamento e, consequentemente, prejudicar a saúde dos futuros pacientes.

 

Por isso, Adriana Oliveira, gerente de Qualidade da RV Ímola, operador logístico referência em saúde, destaca a importância do investimento em tecnologia e qualificação profissional para este tipo de transporte. “As vacinas são medicamentos termolábeis, ou seja, devem permanecer a temperaturas de 2 a 8 ºC. E a nossa preocupação é manter esse clima durante toda a etapa logística”, destaca.

 

Dessa forma, o material deve ser transportado sempre numa caixa isotérmica para protegê-los do contato com o ambiente externo. Embora não seja obrigatório, o uso de veículos refrigerados é essencial como contingência, já que os isopores possuem tempo limitado de proteção e uma viagem, muitas vezes, pode se tornar mais longa que o esperado.

 

Na RV Ímola, destaca Adriana, todos os veículos são qualificados e monitorados antes de sair para a rua. Além disso, registros de temperatura são instalados na própria caixa térmica e controlados à distância. Tudo isso garante que o material chegará ao local de entrega com a mesma eficácia com a qual saiu da fábrica.

 

“A maior preocupação é depois, quando chega às farmácias, às unidades de saúde e ao paciente, que, muitas vezes, não tomam o mesmo cuidado que o operador logístico”, lamenta a farmacêutica.

 

Adriana sugere então algumas medidas essenciais para evitar a avaria do medicamento. Entre elas estão:

 

– Não deixar as vacinas por muito tempo na caixa de isopor, já que a isotermia dura por apenas algumas horas.

 

– Guardar as vacinas em uma geladeira, desde que se certifique de que a temperatura esteja entre 2 e 8 ºC.

 

– Nunca armazená-las nas prateleiras localizadas na porta dos refrigeradores, pois esta parte é mais suscetível ao aquecimento.

 

 

– Não deixar o medicamento em contato diretamente com o gelo, pois a temperatura pode cair demais, a ponto de tornar a vacina ineficaz.

 

– Pelo mesmo motivo, nunca colocar num congelador.

 

Setor Logístico: mercado de trabalho promissor
Setor Logístico: mercado de trabalho promissor

Cópia Blog de 333_Blog

 

O mercado de trabalho é uma das grandes preocupações dos brasileiros hoje em dia. Mas mesmo neste cenário, algumas áreas continuam promissoras por conta das novas demandas vindas da indústria, como a Logística, por exemplo.

 

O setor logístico cresceu muito nos últimos anos. Isso porque as empresas mudaram a forma como tratam o gerenciamento e transporte de seus recursos. Antes deixada em segundo plano, a logística hoje virou se tornou peça fundamental para a estratégia de crescimento de qualquer companhia.

 

Pelo fato de sua profissionalização ser algo recente, a logística ainda carece de pessoal especializado. Atualmente, muitas das funções são ocupadas por administradores e engenheiros. Mas muitos cursos voltados para a área estão sendo criados, em técnico e graduação.

 

Saúde é destaque

 

Dentro da logística, o segmento voltado para a saúde é um dos mais promissores. A indústria farmacêutica, por exemplo, deve crescer 10% neste ano. Já os hospitais estão voltando cada vez mais a sua atenção para o gerenciamento de recursos e também passaram a procurar por serviços de operadores especializados.

 

Por isso, se você estiver em dúvida sobre a profissão que irá seguir, a área logística pode ser a escolha que renderá muitas conquistas no futuro. Mas para ser um bom profissional, é preciso se especializar e procurar atender ao perfil que o mercado pede.

 

A nossa diretora administrativa, Patrícia Moreni, destaca as 5 principais qualificações do profissional de logística, confira:

 

  • Manter um excelente relacionamento com clientes externos e internos, representando a missão e valores da empresa;
  • Agir proativamente frente às necessidades do cliente e oscilações do mercado;
  • Ter visão sistêmica e planejar de maneira integrada;
  • Senso de urgência e capacidade de reagir rapidamente revendo prioridades;
  • Ter perfil flexível e capaz de adaptar-se aos diversos setores e cenários internos e externos.

 

“Entendo que atualmente já exista a urgência por informação de qualidade e rapidez na resposta frente a problemas apresentados pelos clientes ou mercado em geral. Para os próximos anos acredito que essa urgência será suprimida por processos mais ativos, que consigam predizer as necessidades dos clientes”, ressalta Patrícia.

 

 

DESEJA SABER MAIS SOBRE NOSSOS SERVIÇOS?