Cópia Blog de 19_Blog

 

A massagem é um método bastante eficaz para recuperar atletas e pessoas que sobrecarregam o seu corpo em atividades exaustivas. Mas se engana quem pensa que apenas aqueles que realizam exercícios físicos necessitam deste tratamento.

 

A massoterapia ameniza os efeitos do estresse em nosso corpo. Isso porque quando estamos sob tensão, o cérebro estimula os músculos a se enrijecerem, como forma de deixá-lo preparado para enfrentar uma situação de perigo. É um mecanismo de defesa que herdamos desde os ancestrais, a tensão muscular faz com que o músculo não se machuque ao entrar em ação. No entanto, o excesso de tensão pode resultar em lesões e aquelas incômodas dores que sentimos em diversas partes do corpo.

 

Melhor circulação

Atuando diretamente no músculo, a massagem exerce uma pressão sobre esses tecidos, aumentando a sua temperatura e favorecendo a circulação de sangue por ele. Com isso, o tecido é nutrido e relaxa. Outro resultado é a ação dos receptores, que, quando submetidos ao toque, enviam estímulos ao cérebro que, como resposta, aumenta a produção de serotonina, responsável por regular os músculos.

Com este simples gesto, que aumenta a circulação sanguínea e a nutrição muscular, o nosso corpo recebe diversos benefícios: alivia o stress, diminuir a pressão arterial, estimula o sistema imunológico, elimina toxinas do corpo, diminui a insônia e previne o envelhecimento, entre muitos outros.

Um estudo recente realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde dos EUA constatou que a massagem atua também na regulação do cortisol (hormônio relacionado ao estresse e manutenção dos níveis de açúcar no sangue) e também aumentam o número de glóbulos brancos, ajudando o corpo a combater doenças.

 

Contraindicações

Para usufruir de todas as benefícios da massagem, é indicado passar por ao menos uma sessão por semana. A frequência, no entanto, pode variar de acordo com cada caso. Para tratamentos de dores localizadas ou problemas relacionados ao estresse, é recomendada a procura de uma indicação médica.

Embora seja um tratamento prazeroso e, em princípio, inofensivo, a massagem contém algumas contraindicações. Em especial, pacientes que sofrem de traumas localizados na região da coluna; ou doenças que possam se agravar com o estímulo da circulação da linfa e do sangue, como infecções virais, câncer e trombose. Gestantes também devem passar por aprovação médica antes de procurar um massagista.